Árvores Frutíferas em Vasos

Qual o segredo para plantar árvores frutíferas em vasos?
“Ao cultivarmos esse tipo de planta em um apartamento devemos levar em consideração algumas limitações e, principalmente, conhecermos as técnicas envolvidas. Em primeiro lugar, devemos atentar para o espaço disponível. Existem apartamentos com varandas ou sacadas, com jardineiras do lado de fora das janelas, com muita ou pouca incidência de sol, com áreas envidraçadas maiores ou menores. Estas características vão d eterminar os tipos de árvores mais indicados”,
Os cuidados básicos a serem tomados com as frutíferas cultivadas em vasos são vários. “O vaso deve apresentar uma boa drenagem, possibilitando o escoamento do excesso de água, quando houver. O solo para o cultivo deve ser rico em matéria orgânica e com uma boa aeração. O ideal é uma proporção de 20% de matéria orgânica em um solo fértil. A temperatura ambiente é muito importante, pois pode variar bastante, mesmo dentro de um apartamento. Os locais muito quentes devem ser evitados, da mesma forma que locais muito frios. As plantas mais cultivadas em apartamentos se desenvolvem melhor em temperaturas altas, entre 20 e 25ºC”.
A frutífera mais indicada para se ter no terraço ou na varanda do apartamento é o pé de romã. “A romãzeira é uma planta de muitas utilidades, seja para a produção de frutos seja com fins medicinais, da qual se utilizam suas folhas e casca da raiz. Para plantá-la, é necessário um vazo de terracota, com no mínimo 60 cm x 40 cm, e uma mistura de solo de uma parte de terra comum para jardim, uma parte de terra vegetal e duas partes de composto orgânico”.
Como a maioria das plantas frutíferas, a Romã é uma planta com consumo elevado de água. “Apesar de exigir muita água, ela tem a particularidade de não gostar de solos encharcados. Para não errar, uma dica é molhar a terra da romã somente quando esta já estiver com a superfície ligeiramente seca”.
Para quem deseja ter frutas à disposição o ano inteiro e, de quebra, ainda colorir o ambiente, a pitangueira é uma ótima opção. “Para possuir um belo pé de pitanga deve-se utilizar um vaso de no mínimo 20 litros. No plantio, indica-se utilizar uma mistura de terra e esterco de curral curtido, na proporção de duas partes de terra para uma parte de esterco. As regas devem ser feitas pelo menos quatro vezes por semana, mas sem encharcar a terra”,
Aqueles que preferem uma planta que lembre chácaras, fazendas e sítios, podem ter em suas varandas a Jabuticabeira. “O vaso para plantar a Jabuticabeira tem que ser grande e com um furo no fundo. Uma dica para o plantio é colocar 5cm de argila em pedra, depois adicionar a terra. Depois de colocar a muda sobre a terra pode-se completar o vaso com pedriscos ou uma forração com plantinhas baixinhas. A rega do pé de jabuticaba tem que ser diária, até encharcá-la, e as folhas também podem ser molhadas para que a planta se sinta no seu ambiente natural, como se estivesse ao ar livre.
“Além desses cuidados, as plantas devem ser mantidas livres de doenças, fungos e parasitas. Os vasos precisam permanecer limpos, sem galhos, folhas e flores mortas. Por último, os galhos devem ser podados sempre que necessário.
AQUI VAI OUTRAS DICAS:
Quem não gosta de ter por perto uma bela planta? Até mesmo dentro de casa é possível cultivar algumas espécies, no entanto é importante tomar alguns cuidados na escolha do local: observe se a área escolhida fica próxima às janelas e cuide para que as cortinas e vidros fiquem um pouco abertos parte do dia garantindo assim iluminação e circulação de ar.
Algumas espécies são mais adequadas para ambientes internos como Raphys, Pleomele, Phoenix, Philodendros, Sagifragas (espada-de-São_Jorge e Lança de Santa Rita), Yucca, Chamaedoria e Dracena. Ao adquirir a planta observe se o vaso é de um tamanho adequado, pois nenhuma planta será “feliz” em um vasinho apertado. Os vasos devem ter a partir de 50cm de diâmetro para acomodar as espécies recomendadas. Antes de plantar, fazer a drenagem com manta sintética (bidim) e argila expandida ou brita. O vaso de primeira linha sempre tem um acabamento para esconder a terra, podem ser pedriscos, cascas de árvore, herinha anã ou dinheiro em penca.Os cuidados de tratamento são simples: no plantio colocar calcário na terra, a cada seis meses é recomendável colocar esterco ou adubo químico seguindo a receita do fabricante.
Regar de acordo com a temperatura ambiente e umidade do ar, em locais frios molhar duas vezes por semana, nos mais quentes três vezes, sem encharcar o solo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s